A Constelação na vida de uma Psicóloga

Você sabia que a Constelação pode ser muito eficaz na vida de uma Psicóloga? Este foi o meu caso e por isso, vim contar como ele foi eficaz para mim.

Sendo assim, descubra agora de que maneira isso aconteceu e como realizar um curso de constelação sistêmica pode auxiliar uma Psicóloga!

O Primeiro Contato com a Constelação

Meu primeiro contato com as Constelações Familiares se deu há dez anos por influência de uma amiga também Psicóloga e que a utiliza em seus atendimentos. Na ocasião fui presenteada com o livro “Constelações Familiares:  O reconhecimento das Ordens do Amor”, de Bert Gellinger.

No momento que fiz a leitura não entendi claramente do que se tratava. E, também, não levei adiante os estudos ou mesmo presenciei uma Constelação. Já que esta amiga morava em outro estado.

O tempo passou e há um ano fui convidada, por outro amigo, a participar de um grupo de Constelação que ocorre em uma cidade vizinha na condição de “plateia”.

O grupo era grande, harmonizado e com aproximadamente 20 pessoas. Essa constelação a qual fui assistir foi de uma moça, enquanto observava todo o desenrolar do processo fui escolhida para participar. Então, o papel que representei veio exatamente de encontro a um conflito que eu vivenciava em minha vida no presente momento.

Entendendo a Técnica da Constelação como Psicóloga

Confesso que fiquei muito impressionada com tamanha sincronicidade como psicóloga, da forma como o campo atua e atrai pessoas, se assim posso dizer.

Ademais, passados alguns dias, resolvi fazer minha constelação individual com bonecos para trabalhar alguns pontos que se encontravam em desarmonia na minha vida. A partir disso, não só obtive resultados incríveis como um panorama, tanto geral quanto ampliado, de muitas questões na minha vida que não estavam claras, definindo outras.

O meu Processo de Psicóloga na Constelação

Agora sobre o processo em si da minha Constelação. A sessão durou cerca de 1 hora e 30 minutos e nesse período, foi realizado um apanhado geral de minha vida. Trazendo luz sobre todos os aspectos, o familiar; afetivo; financeiro; profissional; e outros mais.

Se for feita uma comparação desta experiência com minha prática profissional como psicóloga, entendo que para o cliente tomar consciência de tantos aspectos de sua vida, por mais que envolvido e motivado estivesse no processo, levaria alguns bons meses.

Meus interesses como Psicóloga

Desde a época da faculdade de psicologia, sempre me interessei por questões que a ciência. Com seu paradigma cartesiano, não tinha condições de explicar com os métodos que utilizava. Sempre busquei outros conhecimentos e práticas com energias mais sutis. E hoje compreendo como o Campo Morfogenético atua. Além disso, o tanto que ele diz e exerce influência no nosso existir no mundo.  

Resolvi então como psicóloga, buscar conhecimento teórico para compreender o que vi acontecer na prática. Foi quando surgiu o interesse neste curso de Constelações Familiares.

Nós sabemos que essas terapias, hoje ditas como integrativas, estão modificando muito o nosso paradigma vigente. Elas trazem novas possibilidades para o autoconhecimento, evolução e saúde completa, mental, física e espiritual. Confesso que quando saí do encontro, me encontrei mais leve. Foi quando decidi fazer transformações para mudar minha vida. Como resultado me tornei mais consciente de meus processos mentais.

Até pode parecer clichê, mas esse tipo de ação é muito mais difícil se você não identifica o quê precisa ser modificado.

Mudanças como Psicóloga após a Constelação

Há 15 anos trabalho como psicóloga no Serviço Público. Diariamente faço atendimentos particulares. Porém, trabalhando também com Apometria (desvinculada de minha formação em psicologia). Outrossim, no Curso de Formação em Constelações Familiares, aprendi sobre os campos morfogenéticos e como influenciam tudo a nossa volta, tanto como a nossa existência.

Além disso, o reconhecimento e o olhar para esse campo traz informações úteis no processo de autoconhecimento e transformação pessoal. Ademais, as Constelações Familiares, mesmo sem formação profissional, auxiliam muito em minha profissão. Especialmente no meu olhar sobre o conflito trazido pelo cliente.

Como a Constelação mudou meus atendimentos

Durante os atendimentos psicológicos, percebo que meus clientes apresentam os chamados “emaranhamentos familiares”. E estes muitas vezes estão buscando equilibrar uma relação sem consciência desses processos.

Esse é o momento que se colocam num processo de exclusão perante a vida e as relações. Isso tudo sem consciência de como e o tanto esses eventos “controlam” suas vidas. Aliás, nem eu, na posição de terapeuta, tinha clareza desses processos influenciando o existir e o adoecer humano.

Depois de minha experiência pessoal com a Constelação ampliei meu olhar sobre os casos que faço atendimento. Durante o processo percebo como as leis da amor (Pertencimento, Hierarquia e Equilíbrio), fazem muito sentido na vida das pessoas.

Por fim, também percebo o quanto a falta deles faz com que se sintam deslocados e distantes de si mesmos.

Conclusão

Enfim, eu, com a minha formação e minha experiência, vejo o quanto falta essa segunda visão para completar o objetivo final de ajudar as pessoas a se encontrarem. Atualmente percebo minha futura formação de Consteladora Familiar como uma ferramenta determinante para a compreensão e melhora das pessoas que buscam a Terapia convencional.

Atualmente, venho encaminhado clientes que demonstram uma mentalidade mais ampla para essas terapias integrativas. Assim, encaminho para a Terapeuta que fez minha Constelação, e os resultados conseguidos adiantam muito o processo terapêutico.

Além disso, tenho como objetivo trabalhar com a Constelação Familiar em grupos dentro do SUS onde atuo e também trabalhar com atendimentos individuais com bonecos que também me abriu muitas possibilidades. Me sinto muito realizada com os novos conhecimentos que estou adquirindo com essa abordagem para compreensão dos problemas que se não forem vistos e ressignificados podem trazer tantos conflitos para a vida das pessoas.

Gostou do artigo e quer aprofundar seus conhecimentos sobre essa terapia? Então se inscreva agora no nosso curso, 100% online, de Constelação Familiar e Sistêmica. Com ele, você estará apta a clinicar!

Texto Produzido pela autora Fabiana Antunes Fernandes, exclusivamente para o Blog Empatia Humana.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.