Ambiente Escolar: como a Constelação atua nesse caso?

Os pais, ao matricular seus filhos em um ambiente escolar, trazem muitas expectativas quanto ao desempenho. Principalmente se a escola for de uma rede particular. Considerando uma situação ideal, antes do ato da matrícula, a família deve partir para conhecer a instituição. O que nem todos pais sabem, é que um ambiente escolar com apoio da constelação familiar pode garantir diversos benefícios. E não só para o aluno, mas também para os professores que atuam com o auxílio desta terapia.

Pensando nisso, preparei este texto para que você possa entender melhor como funciona a Constelação no ambiente escolar. Além disso, saber de que maneira esse processo ocorre. Ficou curioso? Então continue lendo o texto e confira!

Buscando um Ambiente Escolar de Qualidade para o Filho

A busca de informações a respeito da qualidade do ensino do ambiente escolar começa ao checar quais são os valores que aquela instituição baseia suas condutas, como:

  • Qual é a sua identidade?
  • Quais são as atividades oferecidas ao aluno são coerentes com os valores da família do mesmo?
  • Qual é a missão e a visão daquela instituição?
  • Os professores e funcionários são selecionados de acordo com que conjunto de critérios?
  • Os professores e funcionários são passam por atualizações constantes de conhecimentos?
  • A equipe de trabalho, pais e alunos são respeitados e implicados na tarefa educativa?
  • A instituição e o seu ambiente escolar têm caráter inclusivo?
  • A mensalidade, a localização, a infraestrutura e os horários de aulas estão dentro do esperado pela família?

Caso todas essas questões sejam preenchidas positivamente, então, pode-se perceber se há compatibilidade entre o que a família entende como espaço adequado e um ambiente escolar ideal para a aprendizagem de seu filho dentro da instituição selecionada. É essencial, ainda, que tanto pais quanto o futuro aluno desenvolvam a sensação de pertencimento ao ambiente escolar escolhido. Ou seja, incluídos.

Importância do Serviço de Orientação Educacional (SOE)

Um setor importante a ser visitado no ambiente escolar é o SOE (Serviço de Orientação Educacional). Esse é o setor da escola responsável por assessorar à direção e à coordenação pedagógica. Auxiliando a integração entre o corpo docente, discente, pais/responsáveis.

O SOE atua de forma educativa e preventiva no ambiente escolar. Ao visar e oferecer a todos em conjunto o melhor ambiente para o ensino e aprendizagem. Ademais, o setor também acompanha, orienta e auxilia alunos e professores. Além de facilitar a interação entre a família e a escola.

O trabalho como membro do setor SOE é interessante e complexo. Se, por um lado, o SOE é o setor da escola onde se concentram quase todas as queixas e insatisfações do alunado, professores, pais e funcionários. Por outro lado, o setor é um espaço de relaxamento e acolhimento, além de educativo, dentro, é claro do ambiente escolar.

É muito comum receber a solicitação de visitas agendadas feitas pelos pais (mais frequentemente pelas mães) durante todo o ano letivo. Principalmente no final do ano. Há também, com uma certa frequência, o convite feito aos pais e responsáveis para tratar de assuntos pertinentes à educação de seus filhos.

Muitas vezes, os pais chegam aos atendimentos do SOE cansados, em um lar onde a importância da ordem não é respeitada, dentro de um sistema repleto de emaranhados. Pois nem sempre é fácil levá-los à percepção de que se faz necessário uma busca pelo bem-estar do filho, partindo deles e não somente da escola.

Ademais, é importante ressaltar também que as notas ou um comportamento inadequado são uma oportunidade de mudança positiva. Tanto para todos os membros do sistema familiar, como para a educação. Vale definir, junto aos responsáveis, o que cabe aos pais e o que cabe à escola.

Constelação Sistêmica no Ambiente Escolar

É aqui que entra o sentido da Constelação Sistêmica no ambiente escolar. Ela ajuda a perceber que existe uma ordem que vai muito além de atender ao aluno e à sua família.

O sistema Escolar Z, por exemplo, dentro da Visão Sistêmica, e em prol do bem-estar de todos, deve respeitar a três leis que regem os relacionamentos humanos. Além de considerar a hierarquia entre os membros como algo importante e tranquilo. Ademais, é importante deixar claro aos pais e alunos que a escola ocupa um lugar na educação dos filhos.

É fundamental também ressaltar que o papel de agente na educação pertence primeiramente aos pais e responsáveis. Depois aos professores, coordenadores e a todos os envolvidos no processo. Isso para que o objetivo de levar o aluno a aprender e se desenvolver da forma mais harmoniosa possível seja alcançado.

Breve Histórico da Constelação Sistêmica na ambiente escolar

Outrossim, estudos indicam que os primeiros trabalhos de Constelação Sistêmica aplicados a um ambiente escolar fora desenvolvido pelo professor e  filósofo alemão, Bert Hellinger e fora intitulado de “Pedagogia Sistêmica”. Helinger era um missionário católico na África do Sul e por lá lecionou por mais de 20 anos.

O seu público era formado, prioritariamente, por povo zulus. Isso aconteceu durante o regime do Apartheid. Com isso, foi possível que o professor e filósofo levasse um pouco mais de esperança e perspectivas para a consciência de questões relacionadas a conflitos racionais e étnicos. Portanto, formando estudantes mais consciente de seu direitos.

A Constelação Sistêmica, no entanto, levou décadas para se consolidar e ser aprimorada. Ela passou a incluir conceitos e abordagens de outras linhas ciências psicológicas e pedagógicas, como da:

  • Psicanálise
  • Hipnoterapia Ericsksoniana
  • Análise transacional
  • Gestalt
  • Terapia primal, entre outras.

Mais tarde, surge outra pessoa de relevância para  o desenvolvimento e aprimoramento da Constelação Sistêmica dentro do ambiente escolar: Mariane Franke-Gricksh. A estudiosa e escritora lançou a famosa e relevante obra  “Você é um de nós”, que no Brasil foi publicado pela Atman Editora.  Atualmente, a Constelação Sistêmica está presente no ambiente escolar de mais de 50 países. Incluindo o Brasil, a Espanha e o México.

Constelação Sistêmica além da Pedagogia

Sabia que além da Constelação Sistêmica ser aplicada em ambiente escolar, até o Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro utiliza-se dela, em alguns casos? Exatamente. Técnicas e ferramentas da Constelação Sistêmicas saíram do ambiente escolar e são usadas no atendimento psicológico de muitos serviços públicos de saúde.

Um exemplo, divulgado em 2019, pelo jornal Correio Braziliense, trouxe uma reportagem que abordou o uso da Constelação além do ambiente escolar e sua aplicação em diversas situações e ambientes. Por exemplo, a mediação de conflitos envolvendo famílias em tratamento no SUS. E, até mesmo, em em embates perante o  Poder Judiciário.

Assim, pode-se concluir que a Constelação Sistêmica tem sido revelada com uma boa alternativa para a solução de questões diversas. Tanto no ambiente escolar, como no ambiente familiar e em casos envolvendo a justiça.

Conclusão

Para que o aluno passa ter um aprendizado de qualidade é importante que ele esteja matriculado em um ambiente escolar adequado e qualificado para melhor atendê-lo e atender também seus pais.

Em resumo, utilizar a Constelação sistêmica nesse caso é muito importante para além de promover uma melhor educação escolar, poder entender também como funciona a cabeça do aluno. Além disso, o que poder ser a real razão para ele ir bem ou mal nos estudos.

Gostou do texto? Então comente e dê sua opinião. Ficou interessado na Constelação Sistêmica e gostaria de saber mais sobre esta técnica? O site Constelação Clínica tem tudo o que você precisa saber a respeito desse método. Dá uma conferida para saber mais!

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.