Advogados podem Estudar Constelação? Conheça os Benefícios

Os advogados são profissionais necessários à sociedade. Dentre as suas funções, uma das principais é auxiliar as pessoas na resolução de conflitos. Sejam esses conflitos de quaisquer naturezas, ou, melhor, áreas judiciais.

Nesse sentido, sabe-se que a constelação familiar possui um papel de ajuda na resolução de conflitos das pessoas. Então, os advogados podem utilizá-la no exercício de sua profissão? A resposta é sim!

Portanto, acompanhe nosso artigo para descobrir todos os benefícios que a junção de advocacia e constelação podem trazer para o seu ambiente de trabalho.

Como advogados podem usar a constelação na profissão?

Quando o profissional se forma em Direito, ele pode optar por seguir a carreira jurídica ou se tornar advogado. Ao terminar a faculdade de Direito e tornar-se bacharel, ele precisará prestar o exame para a OAB. Somente após ser aprovado nesta prova, ele se tornará advogado, podendo assim exercer a profissão.

Representar e defender os direitos dos cidadãos (podendo ser pessoas físicas ou jurídicas) é a principal atividade desses profissionais. Assim, eles defendem os interesses dos seus clientes de acordo com as leis vigentes no país.

O advogado pode trabalhar também com assessoria jurídica, sendo contratado por empresas ou até trabalhar como autônomo. Ele pode trabalhar diretamente também nos tribunais de justiça. Neste caso, o profissional pode se beneficiar na resolução dos conflitos de seus clientes através do estudo da Constelação Sistêmica Familiar.

Segundo o precursor da Técnica da Constelação Familiar no Brasil, o juiz de direito do Estado da Bahia, SAMI STORCH, a técnica seria a chave para o fim dos conflitos. Isso porque ela  visa alcançar a origem do problema para efetivamente solucioná-lo.

Onde exatamente os advogados podem utilizar a constelação na advocacia?

A Constelação Sistêmica Familiar tem esse poder de auxiliar advogados na resolução de conflitos, como afirmou-se anteriormente. Isso porque existem uma série de conflitos, principalmente na esfera familiar, que podem ser resolvidos aplicando-se técnicas da constelação.

Primeiramente, pode-se dizer que facilmente se percebe que é de grande valia para esses profissionais estudarem Constelação Familiar. Isso porque ele deve ter em mente que o que pode estar por trás de um processo judicial pode ser um conflito de origem familiar. Como, por exemplo, divórcio litigioso, disputa por guarda dos filhos, violência doméstica, inventário, adoção, entre outros.

A constelação e suas 3 leis podem ser fundamentais na resolução de conflitos familiares

É indispensável que os advogados tentem esclarecer para as partes sobre o que está causando este conflito. Como também, eles sempre devem levar em consideração as 3 leis que atuam nas relações familiares:

  • A hierarquia – definida pela ordem de chegada;
  • O pertencimento – as raízes e os vínculos;
  • O equilíbrio – a equidade, o senso de justiça e a equivalência nas trocas em geral, que podem se estender também à outros vínculos (trabalhista, por exemplo).

Segundo pesquisas, vários casos judiciais que foram submetidos primeiramente à Constelação Familiar tiveram resultados bem significativos, com grandes índices de acordo. Sendo que as 3 leis aplicadas, em grande parte dos problemas judiciais familiares, surtiram efeitos muito benéficos no processo de resolução de conflitos.

Quais são os principais benefícios do uso da constelação para os advogados?

A Constelação Familiar tem sido muito utilizada também por profissionais de mediação e conciliação. Isto tudo tendo em vista uma resolução mais humanizada. Porque à partir do momento que o caso não chega à uma audiência de fato, não há tanto desgaste das partes no processo. Então, esse processo não leva tanto tempo e as pessoas acabam se entendendo de forma mais assertiva.

Essa acaba uma excelente vantagem, pois, evitar processos morosos, prolongados e desgastantes é, sem dúvidas, algo muito bom. Isso tanto para os clientes quanto até mesmo para os profissionais envolvidos no processo. Sem levar em consideração todo os trâmites judiciais que ficariam ainda mais caros para ambas as partes se tudo não for resolvido de forma amigável.

Os conflitos são causados por motivos muito mais profundos do que um mero desentendimento. Os conflitos podem ser interpessoais e até mesmo  conflitos internos. A realidade complexa da causa que levou à chegada do processo ao judiciário dificilmente chega nos autos judiciais. Sendo que tudo isso acontece porque tudo é tratado de forma muito superficial no meio judiciário.

A importância da humanização na resolução de conflitos

Infelizmente uma solução dita simples, que seja imposta por uma sentença judicial ou lei pode até  trazer um alívio momentâneo. Contudo, isso não faz com que a contenda seja realmente, suficientemente e verdadeiramente, solucionada. Muito menos que essa resolução trará paz e harmonia para todas as partes envolvidas. Isso pode acabar trazendo mais sofrimento e dor caso não seja observada a parte humana da situação.

Sendo assim, além dos diversos benefícios de se somar constelação com a advocacia, o principal é a humanização desse processo, que muitas vezes é doloroso. Nesse contexto, com a intervenção da constelação para resolver as raízes dos problemas, os advogados fazem com que os conflitos judiciais, interpessoais e pessoais das pessoas também seja sanados.

E isso por si só deve ser considerado como o maior benefício da utilização da Constelação Sistêmica Familiar pelos advogados.

A constelação como ferramenta de conciliação e mediação judiciais

Sendo assim, pode-se dizer que a técnica da Constelação Familiar Sistêmica é um instrumento importantíssimo que pode alavancar a melhoria e o crescimento dos resultados das sessões de conciliação e  mediação judiciais.

Um dos fatores que corroboram com essa afirmação é perceber como ela abre espaço para que a justiça seja feita de forma muito mais humana e eficaz. Focando, assim, na pacificação de todos os conflitos que cheguem até à justiça através dos advogados.

Mesmo sabendo que o ideal seria as pessoas curarem suas feridas primeiro para que não chegasse ao ponto de ter pendengas judiciais. Com a representação da Constelação, os indivíduos parecem que despertam e conseguem ver o que realmente os impedia de perdoar e de amar, ficando assim livres de suas carências, medos, angústias, inseguranças e prontos para viver sua vida plenamente.

A constelação pode ser aplicada em outras profissões

Dessa forma, percebe-se que a Constelação Sistêmica Familiar pode auxiliar os advogados no exercício de sua profissão. Entretanto, não é apenas os advogados podem se beneficiar com isso, pois existem diversas outras profissões que podem se utilizar das constelações para a resolução de conflitos.

Além disso, em todo meio empresarial, a constelações podem ajudar. Isso porque ela ajuda na solução de problemas corporativos, tornando-se uma ótima ferramenta para superar problemas organizacionais, bem como, de gestão de equipes e de relacionamento com os clientes.

Se você quer aprender mais sobre a constelação familiar e todos os benefícios que ela pode trazer para outras profissões, não perca tempo e acesse agora mesmo o curso on-line Constelação Familiar e Sistêmica!

 

O artigo acima foi escrito pela aluna do curso de Constelação Clínica Flávia Regina Stacchini de Souza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *